COVID-19: A Gestão Imediata de Riscos

O Impacto e os efeitos da pandemia COVID-19 estão a fazer-se sentir-se nas empresas neste momento em que as medidas para contenção do vírus, impactam o dia-a-dia de todos de forma direta. 

Eis alguns dos riscos que deve considerar no imediato, e algumas das medidas podem ajudar a mitigar os mesmos, estes tempos de incerteza.

Estratégia

  • Revisitar a sua estratégia e ponderar que riscos, do ponto de vista legal ou reputacional pode vir a incorrer por eventual incumprimento de contratos ou prazos.
  • Rever os projetos em curso, que podem sofrer atrasos atendendo a atual situação.
  • Preparar-se para eventuais oportunidades que surjam no mercado de aquisições ou expansão.
  • Olhar para toda esta situação como um forte desafio ao plano de contenção e liquidez imediata da empresa – os ativos são assim tão líquidos?
  • Criar uma equipa de crise e ajudar na sua autonomização.
  • Verificar as projeções de vendas numa base mais frequente: separar as situações deferidas no tempo das que são perda permanente
  • Identificar e quantificar as reduções de custos necessárias atendendo a esta desaceleração da economia.
  • Desenvolver canais assertivos e consistentes de comunicação.com todos os Stakeholders da empresa.

Área financeira e liquidez 

  • Rever o plano de negócios e atualizar os indicadores de performance. É necessário ter uma visão realista para avaliar as ações corretivas a tomar.

  • Conhecer a sua posição em termos de liquidez. Rever a situação em termos de fluxo de Caixa para poder antecipar eventuais necessidades originadas por perda de cliente, falha de recebimento ou custo extraordinário.

  • Considerar impactos de eventuais necessidades de mudanças na cadeia de abastecimento.

  • Rever as suas obrigações em termos de planos de pagamentos e identificar situações de dificuldade.

  • De forma proactiva, promover o contacto com os credores e/ou investidores: para dar nota do trabalho feito e resultados identificados, fazendo assim- quando necessário - surgir as conversas de alterações a planos de serviço de divida, ou início de procura de formas alternativas de financiamento.

  • Identificar se o negócio se qualifica para apoios governamentais e, se mantém condições de sustentabilidade para futuros apoios ao abrigo de novos programas comunitários.

  • Verificar as reais implicações de eventuais atrasos na expansão do negócio a uma aplicação de planos de consolidação, e o que isso pode implicar para o futuro.

Operacionais e cadeia de abastecimento

  • Identificar e desenvolver uma estratégia par minimizar eventuais interrupções da cadeia de abastecimento. Ter especial detalhe ao que possam ser as limitações de circulação impostas nas diferentes áreas.
  • Revisitar o modelo de abastecimento e distribuição e, se necessário, implementar medidas de alteração de curto-prazo considerando por exemplo fornecedores alternativos.
  • Estabelecer protocolos de comunicação alternativos com os clientes e fornecedores, atendendo as limitações impostas de circulação.
  • Clientes: assegurar que há comunicação clara para ter total visibilidade da sua capacidade de pagamento. 
  • Manter revisão atualizada das medidas do governo, para assegurar total cumprimento das mesmas.
  • Considerar a oportunidade de desinvestimento de alguns equipamentos

Recursos Humanos e Segurança no local de trabalho

  • Dar prioridade à saúde dos colaboradores, sua segurança e bem-estar.

  • Estabelecer vias de comunicação interna claras e atempadas.

  • Recolher regulamente dados dos colaboradores no que se refere a necessidades de deslocação, condições no local de trabalho ou interação com terceiros – para suporte a decisões que tenham de ser tomadas.

  • Quantificar o impacto de produção perdida, tempo extra de trabalho ou necessidade de compensação com dias de descanso.

  • Gerir eventuais implicações destas situações num prazo mais alargado de tempo.

  • Verificar se os seguros da empresa estão adequados à atual situação.

Tecnologia, dados e comunicações

  • Assegurar que os sistemas de IT estão totalmente abrangidos na equipa de gestão de crise.

  • Priorizar e estabelecer uma estrutura de IT capaz de assegurar trabalho remoto e o aumento potencial de exigência.

  • Dar visibilidade de eventuais problemas e da capacidade de comunicação dos mesmos.

  • Identificar alternativas em termos de soluções de IT que permitam assegurar a continuidade do negócio.

Sabemos que este é um momento difícil, para cada um de nós, e para as nossas empresas. Se necessitar de mais informações, ou se quiser analisar de forma mais profunda algum destes pontos, estamos totalmente disponíveis para falar consigo.

Mais informação